Artigo aponta falta de vitamina D como causa de osteoporose

De acordo com um artigo recente do jornal Folha Vitória (com base na capital do Espírito Santo), a falta de vitamina D pode causar osteoporose e má formação dos dentes nas crianças e logo desde a gravidez. A dentista Érika Vassolér, em declarações ao jornal capixaba, apontou que o mínimo de exposição solar é muito importante para que o corpo consiga regular a absorção de cálcio, e por essa via a manutenção da força dos ossos.

A formação dos dentes também é afetada por falta de vitamina D. Situações de dentes estragados têm muitas vezes essa causa.

A vitamina D também pode ser encontrada nos alimentos. O consumo de laticínios, ovos, óleo de fígado de bacalhau ou peixes gordurosos ajuda o organismo a conservar as reservas de vitamina D necessárias à regeneração e ao bom funcionamento de seus ossos.

Para as crianças, a falta de vitamina D é especialmente grave. Além de comprometer o desenvolvimento de sua dentição, o que é super importante pois está ganhando suas formas futuras (incluindo a dentição de leite, que influencia a dentição permanente), o problema afeta o desenvolvimento e crescimento de seus ossos. Se os ossos crescerem de forma irregular, isso pode criar um problema que depois não terá solução na idade adulta.

Osteoporose: obstáculo para a colocação de implantes dentários

Poderia pensar-se que a colocação de implantes dentários poderia ser uma boa solução para estes casos. Todavia, a osteoporose é precisamente o principal obstáculo à colocação de um implante. A técnica do implante dentário funciona na base de um osso forte e saudável que possa suportar a colocação do pino. Sem ossos fortes, essa operação simplesmente fica mais difícil.

Para que os dentes cresçam da melhor forma, é necessária uma alimentação onde não faltem as verduras escuras e os alimentos já referidos (peixes gordos, como o atum) e também o leite e seus derivados.